quinta-feira, 7 de março de 2013

Coisas espectaculares que nao acontecem a toda a gente



Ontem voltei ao local de trabalho depois de um dia de trabalho para mais... trabalho (surprise!) e, no meio de tanta porta naquele edifício que só abre com transponder, fui-me logo fechar às 9 e meia da noite fora da ultimíssima dessas portas (aquela que nao dá para mais lado nenhum). A p*ta da chave lá pousada nas calmas e eu a ve-la através do vidro sem saber o que fazer: ligo ao seguranca ou tenho fé numa alminha a penar em algum dos escritórios a essa hora e vou lá fora procurar uma sala com luz? Claro que as há –as almas penadas - mas só depois de dar 2 voltas ao ar livre envergando 1 t-shirt fininha neste clima tropical. E pronto, assim de perdeu meia hora, além dos atrasos inerentes ao trabalho que tinha a fazer. Dormir e nao dormir eram 4 da manha e a reuniao de hoje às 8 e meia foi c’os porcos. 
Que dia espectacular!

3 comentários:

POC disse...

Podia ter sido pior. Se em vez de meia hora de espera, fossem 31 minutos.

Há que relativizar.

Joana disse...

Numerologicamente posso dizer-te que hoje é dia difícil.

Beijinhos

Pusinko disse...

POC,
Como sempre, a voz da razao. Eu e a esta tendencia para o melodrama... Só por causa disso vou cantar o Bright side of life dos Monty Python.


Joaninha,
Hoje é um dia em que ainda estou para encontrar flores no caminho. MAs quando sair daqui serao, no mínimo 22h, por isso duvido que veja alguma À frente do nariz.


Beijoo