terça-feira, 30 de junho de 2015

A TVI alemã: o drama, o horror, Moto GP e trufas de chocolate (do Equador)


Errata
Onde se lê "TVI alemã" leia-se "todos os canais generalistas".

Em Portugal é comum ouvir o público referir-se à "TVI" como o fim da linha no que a programação de baixa qualidade diz respeito. Confesso que há fundamento para certas piadas mas, se quem fala assim visse um bocado de TV alemã talvez reformulasse a sua escala de mau.
Aqui também há melodramas de fazer chorar as pedrinhas da calçada, actores atrozes e apresentadores que estavam bem melhor a embalar sandes de queijo para máquinas de venda automática do que na TV nacional. A caixinha mágica germânica merecia mais, a sério que sim. Mas, pelo menos há a publicidade geral para equilibrar as coisas. Pois sim... nos intervalos há anúncios que me fazem questionar se permitem consumo de drogas pesadas nas companhias. Não as que inventam certas atrocidades, as tais empresas criativas ahahahahahah mas as que, alegremente, pagam e não bufam por tais produtos. Isto começ...

- Ah e tal, Pusinko, então não eras tu que afirmavas a pés juntos (e em separado, dedos cruzados e o chifrudo a 4) que não tens nem vês televisao? Que vem a ser isto?
- É um facto mas...
- Esperava mais de ti, francamente!
- Deixa-me acabar, por favor? Há uma razão para tudo.
- ..........

Como eu ia dizendo antes do Joel me interromper - o Joel é o meu amigo imaginário preferido e tem direito de antena no blog sempre que quiser - isto comecou com o retomar do ginásio. Várias máquinas possuem televisão (e mariquices tipo tweeter, FB...) e uma pessoa experimenta diferentes canais porque não os tem em casa e sempre se passa o tempo. Sucede que, após um zapping agoniante, dou por mim feliz com os resumos de Moto GP (à propos, e o duelo entre o Marquez e o enorme Rossi no fim de semana?) ou campeonatos de snooker. Assim como assim, são mais respeitáveis que a verborreia televisiva disponível às 7 da manhã.

Em resumo, a televisão generalista nesta terra é um poço sem fundo de tesourinhos deprimentes. Da publicidade aos reality shows, dos programas de entretenimento aos concursos, das telenovelas aos filmes dobrados, haveria muito por onde reflectir, tivera eu engenho e arte (ou paciência, vá) para esmiuçar isto a eito.

Nota final:
Caros alemães, fazeis castelos bonitos, que fazeis, mas olhai que nisto das novelas, as da Globo dos anos 80 têm muito para vos ensinar. Importai que vos faz melhor.

Era isto. Adeus. Boa noite.


PS: E trufas de chocolate? Cuidais que eu olho para a TV alemã sem um motivo sério?


Notai que a melhor chocolateria de Berlin é exactamente em frente ao ginásio. Detalhes sórdidos de quem sabe o que tem lá dentro AQUI.


quarta-feira, 24 de junho de 2015

Frase do momento #44



"O meu pai sempre me disse que quando uma pessoa está a subir deve ir cumprimentando toda a gente porque são os mesmos que há-de encontrar quando começar a descer"

Papa Francisco


(O material que não há aqui para muito boa gente reflectir...)


terça-feira, 23 de junho de 2015

Curtas


Eu sei que isto é longo pra chuchu mas, é assim que se enche chouricos um post com II (Informacao Irrelevante) de grande qualidade.

Um amor: ui tantos... é para contar?
Uma cor: Preto e Vermelho
Um desporto: Karate e danca Oriental
Uma música: 10,000 Days - Tool & Hallelujah - Leonard Cohen
Um orgulho: comer de faca e garfo ou fazer o pino... é ela por ela
Uma comida: bacalhau / polvo à Lagareiro e açorda de alguma coisa
Um dia: 1 de Janeiro e 3 de Julho
Um ídolo: a Avó e a Mãe (1 descende da outra)
Um desenho animado: Tom & Jerry e a Tartaruga Touché
Um defeito: temos aqui material para uma tarde bem passada..
Um melhor amigo: um amigo desde a 1a classe tem esse título
Uma pessoa com quem partilhas mais memórias: o irmão (partilho os pais, imensas memórias e milhoes de gargalhadas parvas)
Uma cidade: Berlin, Braga & Lisboa
Uma rede social: tenho conta no FB, Piscinas municipais de Braga, LinkedIn, RG, Inatel, Twitter, Amigos de Peniche... espera, enganei-me 
Uma viagem que queres fazer: Japão (2 semanas em silencio num mosteiro, 2 a passear) e 1 tour por 12 casas de ópera no mundo com estreias de Puccini
Um sonho: Ser candidata a Miss e dizer "World Peace" quando me perguntarem o maior sonho
Uma bebida: água (ia dizer vinho tinto ou Campari com prosecco mas é melhor não)
Uma disciplina: trabalhos manuais
Um fetiche por: sotaque galês em voz quente
Um número: 5
Um clube: FCP
Uma pessoa que te faz muita falta: 1 mão cheia delas
Uma pessoa que nunca trocarias por ninguém: Até ver, há 3 que são "introcáveis".
Alguém que odeias: Odiar odiar, só iscas de fígado (blheec).
Alguém que te está a irritar neste preciso momento: Assim de repente, ninguém.
Alguém a quem contas TUDO: Não se conta t-u-d-o a ninguém.
Alguém que gostas mais de abraçar: pessoas diferentes, abracos fundamentais e intransmissiveis.
Alguém que já fez muito por ti: Mãe
Alguém que te faz mesmo feliz: Strauss (nos ouvidos faz-me ensaiar valsas na rua)
Alguém por quem farias qualquer coisa: É do conhecimento dos alguéns
Alguém que te põe sempre a rir: Avó Kika, mesmo que a memória se lhe esvaia, vive em mim cada sorriso que lhe arranco.
Alguém amoroso: eu sou amorosa em anos pares
Uma vitória: ter reaprendido a dormir após anos de insónia. 



sexta-feira, 19 de junho de 2015

A ouvir #71: Moonlight Sonata (#14) - Beethoven






Esta entra na lista de Pessoas-mais-ou-menos-especiais-que-têm-uma-música-que-lhes-associo, no caso, a Eun, que trabalha comigo.

- Who's your favourite composer?
- "Beethoven."
- Why him?
- "At times his music is so perfect I could die in it."

Gosto e ouço Beethoven aqui e ali, enquanto faço outras coisas (a trabalhar ou a acompanhar um livro) mas, na altura, confusa com a explicação apenas lhe sorri. Tempos mais tarde, enquanto ouvia a Moonlight Sonata - e por um motivo que não saberei explicar - recordei-me deste diálogo e as suas palavras fizeram algum sentido. Talvez faça mais a quem tem a música no sangue.
A Eun é uma pessoa extraordinária que cruzou a minha vida de diferentes modos. Mui peculiar. Hoje o ênfase é na música. Na próxima dedico-lhe um post.







segunda-feira, 8 de junho de 2015

Vai 1 coisa parva a meu respeito? Vai ter de ser... Os calções do mano.


Legenda
P = Pusinko
M = Mãe
I = Irmão

Certo sábado algures nos anos 90, a mãe chega a casa depois das compras. Entre outras coisas, havia um par de calções à gandulo (compridos e largos, bolsos grandes, cinzentos com apontamentos cor de laranja e um boneco de lado) para o mano. 
P - Posso ver melhor estes calções?" (Acrescentar olhar de lobo mau mascarado de avózinha)
M - Sim. E já agora leva-os lá acima pra o teu irmão experimentar..
Num ápice Pusinko acede aos aposentos no 1o andar e desvia a rota para o seu quarto onde experimenta os ditos calções. Foi com eles vestidos ao quarto do irmão para abrir negociações.
P - Então? Gostas dos calções que a mãe tinha comprado para ti mas que eu gosto mesmo muito e eram exactamente o que eu queria? Eu acho espectaculares! Que dizes?
I - ......................
P - São fixes não são? Vou mostrar à mae. Gosto mesmo deles.
I - Hmmmm....
P - Maaaaa, olha olha! Que achas?  O J. Nem está muito interessado, posso ficar com eles, posso? Posso? (O J. não disse nada, não sei se pelo meu entusiasmo, se por eu não ter esperado que ele comentasse o que quer que fosse).
M - .....................

Obrigada mano e mãe por deixarem a Pusinko adolescente ficar com os calçanipos  à malandra. Passados para lá de muitos anos, continuo a tê-los em modo peça de museu e sou capaz de os vestir se me der na telha.




terça-feira, 28 de abril de 2015

Os 10 britânicos com mais estilo



1o Audrey Hepburn
2o Lady Di
3o David Beckham
4o Kate Middleton
5o Twiggy 
6o HRH rainha Elizabeth I
7o Sean Connery
8o David Bowie
9o Victoria Beckham
10o Kate Moss

Notícia AQUI

Ora bem, sabemos que o mundo não está perdido porque o 1o lugar está muitíssimo bem entregue à eterna Audrey. Sobre os restantes não vou comentar porque a escolha está feita. No entanto, ninguém me convence que não trocaram a ordem aos Davids (em que planeta desconhecido Beckham ficaria à frente do (divino) Bowie?)




domingo, 26 de abril de 2015

Berlin by me #7




Todos os caminhos se cruzam em algum ponto. Todos vão dar a Berlin.
Ao fundo à direita está a Neue Synagoge, a sinagoga mais emblemática da cidade e talvez do país (detalhes AQUI).





quinta-feira, 23 de abril de 2015

Punk and Disorderly - considerações sobre tudo em geral e fauna em particular



Foram 3 dias de punks agrupados num evento no centro festeiro de Berlin (no Leste, claro). Fui ao 3o dia porque os Toy Dolls encerravam o festival. 35 anos de carreira, das poucas bandas punks que "toca mais de 3 acordes" (confirmai AQUI com a benção de Bach) e melodias diferentes para cançonetas diferentes (as outras devem achar que nós não damos conta...).

Um noite de boa disposição seguida de quase 3 minutos de aturada reflexão para concluir o seguinte:

- É engraçado ir a um evento tão específico e ser diferente por ir "normalzinho" no trajar, penteado e quantidade de metal atravessado na chicha;
- Grande revelação + conselho da semana a uma boa percentagem do público presente: o sabão não morde! A sério, até se desfaz quando combinado com água. Isso e detergente nas roupas volta e meia. Ide e espalhai A palavra.
- Pessoas de cristas, a pergunta que se impõe: como é para dormir de costas? (Esta dúvida encanita-me muito antes do festival)

Berlin, um dos redutos punk. Aqui em sintonia de cores

Toy Dolls, o mesmo vocalista de sempre,
mais que muitos bateristas e baixistas.

Nellie the Elephant - cover dos Toy Dolls









sexta-feira, 10 de abril de 2015

Disso de repartir irmamente


Em tendo de dividir, dava sempre a "maior metade" ao mano, porque sim.
Excepto se o caso envolvesse................ mil folhas de canela (de uma padaria em Guimarães que distribuía em Braga aos sábados). Nesse caso, a metade era definida com régua. Sempre.
Coisas da vida.
Passados muitos, muitos anos, se nos vier parar um bolo de canela às mãos, tenho para mim que um de nós iria buscar uma régua, não só porque é tradição mas também para não se dar o caso de ser mal dividido...

Como diz o ditado, quem parte e reparte e não fica com a melhor parte...
ahhh que vontade de trincar um bolinho de canela.................


Não é bem isto mas anda perto


PS: Guimarães teve e continuará a ter os mais e melhores supimpas saborosos e irresistíveis croissants de todo o sempre. Pessoas  do sul que prestais vassalagem a um tal de Careca, atentai no que vos teclo. Como bracarense de gema desafio qualquer um a ir a uma certa pastelaria perto da universidade em Guimarães e não sair de lá a rebolar.

PS2: E porque hoje é dia dos irmãos, informo que o meu é o maior da aldeia. Está ali um moço como manda o figurino, com algumas qualidades raras em homens desta geração e uma fonte de orgulho para a família.






quarta-feira, 8 de abril de 2015

Publicidade enganosa



Folheto turístico oferece um serão num dos palácios mais belos dos Habsburgs em Schönbrunn -  por uma módica quantia é possível um jantar imperial à moda da Sissi seguido de valsas num dos muitos salões.





Até aqui tudo bem. Vamos agora reflectir...
A Imperatriz Sissi (que admiro desde sempre por várias razões) é um dos casos de distúrbios alimentares mais famosos da História (ou não tivesse ela uma cintura de 40cm, mesmo depois de dar 4 príncipes e princesas ao mundo). Assim sendo, se me é proposto um jantar imperial, espero algo à medida do Imperador Franz seu esposo e não da bela senhora. Mas lá está, a popularidade dela justifica o engodo da companhia que explora este nicho de mercado. Só que ninguém poderá queixar quando tiver 2 imperiais ervilhas no prato.





segunda-feira, 6 de abril de 2015

Questionário


Fui ali aos Jardins de Afrodite rapinar um jogo e mudei-lhe as regras para fazer apenas a parte que me apetece. Em querendo ver a versão original, é ir aqui

Regras: não há!

Perguntas:

1- O que te incentivou a ter um blog? 
Era uma sexta-feira 13 em Março de 2009, estava um "criol do baralho" em Berlin e eu lembrei-me de criar um blog aberto ao público. Desde 2005 que blogava para e com amigos (10 anos, senhores!) num registo diferente e decidi arriscar a solo. Poucas pessoas foram informadas disso e a ideia era mesmo o anonimato.

2- Qual a importância do blogue para ti?
Parecendo que não, uma pessoa mostra muito mais do que aquilo que conscientemente decide partilhar. Deste modo, cria-se uma espécie de diário (ahaha quase um mês sem cá vir e chamar-lhe diário... pff) que nos espelha ao longo do tempo. Gosto desta linha temporal que me ajuda a organizar fases da vida.

3- Quem te indicou a ter um blog?
Ver resposta à pergunta 1)

4- Quais são os assuntos do blog?
Parvoice acima de tudo! Parvoice aliada à possibilidade de usar termos regionais, menos conhecidos ou expressões da minha terra. Fora isso, fala-se de mamas e homens com garbo, direitos dos animais, politiquices e de tudo o que não envolva trabalho, o meu, pelo menos. Reina-se com episódios caricatos da vida da autora, pois que, nesse aspecto, é como a Nau Catrineta. Há ainda listas de músicas que me lembram pessoas, retalhos pessoais e conversas imaginárias que teclo sem receio de ser convidada a visitar uma ala psiquiátrica para um check up (como olvidar Joel - o duende imaginário de barretinho verde com quem mantive vários diálogos nestes mesmo tasco há uns anos?). Mais vale rir que chorar e é com sorrisos que expurgo momentos menos fáceis.

5- Como se sentiu ao ler o primeiro comentário?
Surpresa! Estava tão convencida que ninguém lia o blog que só dei por ela 1 semana depois. A Essência (do Roupa Prática) foi a autora do primeiríssimo :) 

6- Quantos comentários tem ao todo no momento?
6867, muitos são meus. Comento pouco em outros blogs porque os leio no metro a caminho de casa e simpatizo pouco com mini-teclados de telefones móveis.

7- Qual a meta deste ano para o teu blog?
Uma maçã por dia nem sabe o bem que lhe fazia (ao blog, claro, que eu sou pessoa de consumir 10 peças de fruta por dia).

8- Até onde deseja chegar com o seu blog?
Até ao 4o andar, pelo menos, mas em havendo sótão também quero.


sexta-feira, 13 de março de 2015

Um ci(r)c(u)lo depois


Sexta-feira, 13 de Março de 2009. Seis anos depois, outra sexta-feira 13 para comemorar o nascimento de um tasco conhecido como Pusinko. Como a parvoice não passa de moda, continuaremos sintonizados neste canal por cabo.   (Até ver)

\m/   \m/












sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Um polvo sobre mim XV



1 -
Volta e meia falo durante o sono;
2 - Sou infiel a 1 só perfume. Tenho um mini harém aromático mas vivo entre 2 preferidos;
3 - Fui à pesca uma vez. Gostei da experiência e ainda mais de não ter apanhado peixe nenhum;
4 - O meu chocolate preferido encontra-se a partir de 80% de cacau;
5 - Adoro sumo (e sorvete) de tangerina;
6 - Só sou mesmo esquisita com vernizes vermelhos (a outra variante de cor é nude e custa menos a encontrar O tal);
7 - Embirro (muito) com portas giratórias;  
8 - Tenho 4 posters de estimação no meu quarto em Berlin: numa parede a Audrey Hepburn, na outra um F14 - Tomcat, um F15 - Eagle e um F16 - Falcon.




terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Postcard to Thessaloniki


"What's up Larry?"

I went back to (our) Amsterdam because of you, the AA crew* and Jazz (Alto, forever Alto).... to Nysiros (oh lovely island) because of you, the sun, grilled octopus and Retsina wine.... Thessaloniki because of you, the sun, grilled octopus and Retsina wine... I happen to like cephalopoda too much (and cold Retsina by the way) but I also like hugs full of old memories and laughs and I get all that every time we meet. 
Once again three days were enough to have a story to (not) tell next time the AA* meets. Until then, a few pics of the Bizantine city kissed by the sun and the sea:

 Under everyone's umbrella 



Dinner for 2

Evil triangle pastries......


The original Frappé coffee 

The best sauce ever served with mussels


Sun & Sea (the SS that matters)

The city walls



They do have good coffee 


One day I will read it I promise




Doc, you know how they say "See you in Berlin!"


* AA refers to our crew in Amsterdam. It does not stand for Alcoholics Anonymous (though there was alcohol involved at times but we turned out OK).