segunda-feira, 16 de maio de 2011

Um polvo de coisas sobre mim VI

  1. Não gosto bifes de carne vermelha porque sabem a fígado. Bilhéc*,
  2. comia à mesa com os talheres toda bonitinha aos 2 anos e 3/4;
  3. Parfum Tiffany (7.5ml) a minha mais absoluta perdição neste tópico
  4. comia glicínias quando era miuda (sim, as florzitas lilases). E não era a única a dar nisso.  Se isso explica muita coisa? Não haja dúvida **;
  5. comecei 1 curso de Coreano e entretanto já esqueci quase tudo;
  6. como boa menina das alianças da minha madrinha, aos 10 anos, andei à porrada com um familiar do noivo durante a festa... 2 vezes; *** 
  7. ...
  8. Aos 6,5 anos  parti a pedra de mármore da mesa da sala e acusei o meu irmão (tinha 2 e meio mas estava comigo lá) e só assumi a culpa aos 18 anos***

* é um trauma de infância que não pretendo ultrapassar
** Antes isso que papar lâmpadas. Aqui (a partir de 05:03 minutos de sketch, se bem que todo ele é triste). Ainda na semana passada voltei a testar e sabem na mesma....
*** dúvidas (não) existenciais que me assolam: 17 anos volvidos, será que o mega arranhão na cara passou? E o resto das nódoas? ...  Como seria se eu já tivese 11, altura em que já tinha entrado nas artes marciais? (tinha-me esfolado menos mas ganhava na mesma)
***Duas coisas a reter: o historial de asneira dele naquela idade jogava (muito) a meu favor e, hoje em dia ele faz juz ao que eu disse naquele momento de pânico, e pode mandar meia dúzia de pedras de mármore ao bilhar grande só com um espirro. Ah pois, quem tinha raio laser para o futuro quem era? (Espirrar sim, que bufar é o lobo mau nos 3 porquinhos)


- Ah e tal Pusinko, este polvo só tem  7 tentáculos.
- Não, tem oito. Está lá marcado. Mas foi atacado no mar e um tubarão papou-lhe  a 7a a contar da esquerda.
- Pois sim... nao tens é mais que contar.
- Ahahha convivo comigo há 28 anos. Coisas a meu respeito não faltam... Esta perninha que falta, na grelha é que era. Por isso não está aqui.
-  'Tá bem tá. Vamos ver se no próximo tens 6 ou 8. E não tomes a medicação que não é preciso.
- Tomarei sim. Prometo. 

16 comentários:

Lost Soul disse...

heheheh é por isso que adoro ler-te...tá certo!!!


beijo e boa semanaaaaaaaaaaaaaa

Isis disse...

Ehehehehe. Vais tomar a medicação? As caipiroskas não fazem o mesmo efeito? ;-) Uma boa semana
Beijoca

Julie D´aiglemont disse...

Nunca fui menina das alianças, buááááá! Mas fui matrona das alianças: uma amiga deixou-me levar as alianças no casamento dela quando eu já tinha 30 anos, porque sabia que era um trauma que eu tinha! As minhas amigas são as maiores!

joamaro disse...

Pois, e durante 16 anos eu achei que era um pequeno Hércules que brincava com pedras de mármore maiores que eu quase... Mas pelo menos intimidava com os meus stunts ...

joamaro disse...

*correcção: passei 11,5 anos...

Daniela Pereira disse...

temos duas coisas em comum... também comia essas flores e não como carne vermelha, mas isso é porque não suporto o sabor a sangue.

Pusinko disse...

Lost Soul: Pois... pedacinhos da minha vida e diálogos dos seres pequeninos que habitam a minha cabeca...

Isis: Nao me desencaminhes mulher. Caipis em horário de expediente nao. E até entregar o trabalho que me falta e cuja data é já daqui a uns dias... nao há nada pra ninguém. Mas depois... ahhh depois!

Julie D'aiglemont: ser matrona das aliancas é muito mais à frente e raro caso. As tuas amigas sao as maiores por te proporcionarem isso :D Mas nao andaste à bulha, ó nao? Que aos 30 é coisa pra magoar mais :)

joamaro: E nao convenci toda a gente? Foste um mito uma década! A passar! Aahah. E quem tinha raio laser quem tinha? Olha-se para ti e ninguém duvida que podias ter feito a proeza da mármore. Que proezas nessa idade eram bastantes... :p Abracinho

Daniela Pereira: uma Nota ao joamaro: VES COMO HÁ MAIS MALTA A FAZER ISTO??? Nhenhenhenhe
pronto, agora passou-me o faniquito para dizer que ainda bem que disseste isso. Da chicha... até vou no sabor a sangue, true story... mas é o trauma como fígado há muitos anos atrás que me impede de gostar de bife.


Beijokas a tutti

Joana disse...

O que eu me ri. :D

Glicínias nunca provei, mas adorava os chucha-méis e as azedas :P

Beijinhos

A Minha Essência disse...

Depois de ler isto tudo fiquei bem mais traquila! Afinal não fui a única pestinha! :P

Kiss

.:GM:. disse...

Também não gosto de fígado: igualmente trauma de infância que não pretendo ultrapassar, mas um bom bife suculento e mal passado.... yummy... Essas glicinias n eram as que tinham aquela "seiva" - se se pode chamar de seiva ou la o q é - doce??... Coreano??? Gosteis dos PSs.... mas.... coreano???? COREANO????

Pusinko disse...

Joana: lá está... papar flores não é moda gourmet como se faz agora em alguns restaurantes :)

A Minha Essência: Eu fui pouco traquinas, mas quando fui, não era a brincar. :)

.:GM:.: Lá está passam a traumas de estimação, como o do fígado.
Glicínias são estas: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Glic%C3%ADnia.JPG

Coreano porque: a minha orientadora de estágio é coreana e com ela aprendi a gostar da comida e de alguns hábitos e mézinhas (já passaram alguns anos, mas continuam), o alfabeto tem 24 caracteres e não milhões, tenho 1 caligrafia bonita (diz que) e foi um mei de não me dedicar a estudar a língua do país em que moro quando interrompi um curso por questões de trabalho... é por isso. :)


Beijokas a tutti

Miguel Bordalo disse...

1. Carne vermelho, credo... que delícia. Figado é a pior coisa do mundo. Nâo sei como é que podes fazer uma comparação dessas. Já não somos amigos! Pronto. Tenho dito.

2. Eu comia do babete, deixava a comida cair num babete de plástico e comia tudo misturado com as mãos.

3. Eu não uso perfume. Faz-me confusão cheirar melhor do que uma menina se tenha esquecido de pôr o dela.

4. Hoje em dia consumo mais coisas relacionadas com glícias do que quando era puto.

5. Taekwondo é o mais próximo que estive de Coreano. Tive de aprender a contar. Já me esqueci de tudo.

6. Não ando à porrada. Pode correr mal. Partir uma unha e assim.

7. Eu também não gosto de falar dessas coisas. E também ando fortemente medicamentado para não agir por impulsos.

8. Como raio é que uma miúda de seis anos parte uma mesa de mármore?

Pusinko disse...

Miguel Bordalo: Ahhh sempre vieste no contraponto do meu polvo :)
1- Vá lá, vamos ser amigos! Vá láaa Olha, costoleta de vitela na brasa, é maravilha! Chicha assada tabmém... ma so bife.. é uma associação terrível com o fígado que transforma o sabor de um no do outro :/
2- ahahah :D adorei a descrição
3- Não usas? Por essa razão mesmo? Ou porque não gostas de perfume e ponto?
4- Ai as glicínias que ricas
5- Taekwondo nunca experimentei...
6- Essa foi a 1a de algumas bulhas entre os 10 e os 12 anos (dá para encher uma mão).
7- :) Não te sintas sózinho
8- Isso agora... e na altura andava no ballet clássico. MAs era uma miuda com força, porque lembro me da cena e de imediatamente culpar o irmão xD


Beijokas

às 27h no meu blog disse...

ahahah adorei a 8 xD

Miguel Bordalo disse...

Sempre! É uma questão de ter tempo e tens sempre contraponto.

E está bem... mas o fígado não é carne vermelha, é carne morta! Aquilo está a apodrecer.

Não gosto de usar prefume, mas esta é uma das explicações.

pink poison disse...

Depois dizem que eu sou tramada!!!