segunda-feira, 25 de junho de 2012

Pensamento de uma aranha no tecto: Epitáfio


Aqui jaz Pusinko,
carcomida por bichos que fazem pupu radioactivo pela cabeça.
O que sobrou, descanse em paz.
Amén.


 Para evitar desfechos destes, abstenho-me de marisco de Fukushima.
Aqui

4 comentários:

Joana disse...

Eu tenha a sorte de poder comer marisco que é apanhado aqui na costa ou por nós ou por amigos. Marisco Japonês dispenso!

beijinhos

Pusinko disse...

Eu também prefiro marisco da nossa costa, fresco e directo para a grelha ou para o arroz. :)

Só achei piada à notícia porque é um teste de mercado a ver como reagem as pessoas. Eu reagi assim. Abstenção de camarões e todos os derivados, caso estivesse lá naqueles lados.
Por outro lado, nem sei o que comia neste tempo todo depois da catástrofe...

Beijooo

Orquídea Selvagem disse...

Depois de ler o post e os comentários, achei mais prudente não clicar no link...
Já temos tantas coisas que nos deprimem e assustam... acho que não quero mais sustos!!

Beijinhos na completa ignorância! :)

Pusinko disse...

Orquídea,
A notícia é sobre voltarem a lançar no mercado marisco da zona de Fukishima, submetido a testes de despistagem e de águas profundas, mas neste momento é para ver a reacção do mercado.
O post é um bocado da diarreia mental que, por vezes, me ataca... :)
E uma mensagem clara de que não me meteria em marisco de lá tão cedo. Bom bom é fresco e em Portugal :)


Beijo bom