quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Não sou psicóloga. Ou psiquiatra. Mas algo errado se passa.

O quê?
Isto aqui.

Não sei explicar a impressão que me fez. Não só a notícia (texto) como os vídeos (mais até).
Mesmo esquisito. Eu até gostava de Nenucos e chorões quando era garota. E alguns faziam pipi e popó quando se dava a papa... nunca tive nenhum desses (com grande pena minha na altura). No entanto, nunca imaginei que houvesse adultos a gostar TANTO de brincar. A mim, parece doentio.

Nenucos do antigamente (do meu)


 Nenucos de hoje em dia

8 comentários:

Ska disse...

wat is this i dont even.

Eh nestas alturas eh que eh preciso o homem da cadeira.

Alguem que tenha a correr e mande uma cadeirada nas trombas de pessoas que inventam estas coisas.

E raios pelem, o boneco eh feio como soh os bebes feios conseguem ser.

Pusinko disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pusinko disse...

Ska, tens razão, é feio como os bebés recém-nascidos. Só que talvez por isso seja tão realista.
E pior, todos ao detalhe. Há pessoas que os encomendam com base nos seus próprios filhos.
Galeria do terror no sr. Google se escreveres doll baby reborn
MEDO

Iza disse...

Tenho que concordar: doentio, e assustador também.

CoisasDaGaja disse...

Definitivamente, há todo um problema aqui que devia ser estudado!
Mas quem sou eu para julgar e além disso, há doenças do foro psiquiátrico bem piores. Todos os males do mundo fossem estas mulheres que sentem vazios e que julgam poder preenchê-los com os filhos ou com bonecos!

Ainda assim, é melhor fazerem isto com um boneco do que com um filho verdadeiro. Preencher vazios não é de todo um motivo plausível para ter filhos. Nunca para encher o copo mas sim quando o copo transborda ;)

Joana disse...

A mim também me parece doentio.

Beijinhos

AC disse...

Esta mulher psicologicamente não está bem.Uma mulher adulta não brinca ao faz de conta com um boneco..
Devia procurar ajuda!

Paula NoGuerra disse...

Os Ingleses serem foram de grandes pancadas, e esta é apenas mais UMA...
Que mente tão fraquinha a deles...
Uma tristeza :-(