sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Aquela história do fogo e o que realmente importa - em real


Há dias, o meu roomie ia abrir a janela e:
- "Palavrão-que-designa-o-acto-de-procriação-e-fins-recreativos!! - em voz alta - A loja (de mobiliário, contígua ao nosso pátio) está a arder!
E estava. Tudo em chamas e fumo a querer sair. Não havia alastrado cá fora, ainda, mas as chamas intensas cresciam dentro da loja a 15 metros das nossas janelas. Ele liga aos bombeiros e diz:
-  Vou lá abaixo abrir as portas. Fica atenta que podemos ter de sair de casa. 
Isto ressoou muito mais grave em mim do que a realidade. 
Os bombeiros chegaram num instante e eu fui preparar a mochila e a mala tamanho S. Depois foi a ansiedade de acompanhar o trabalho deles pela janela sem poder fazer nada sem os atrapalhar.
Ficamos rodeados de camiões de bombeiros e carros de polícia. Foi tudo controlado num ápice, tendo em conta as proporções que estava a tomar.
Mas quando o roomie entra em casa, para informar que estava tudo sob controlo, parte-se a rir ao pensar que eu tinha feito uma mala de emergência para uma eventual evacuação dramática.
Não tinha. A mochila tinha o portátil. E a mala azul tinha o gato, que o danado não é amigo da caixa de transporte e nem com bolachinhas entra.

Feitas as contas, é o que basta. E, entre os 2, dava o portátil às chamas, porque tenho 1 backup a 5 km de distância. Se não tivesse? Dava na mesma, que o meu gato é da família.

7 comentários:

Blair Randall disse...

ohhhhh...Na falta de gato, salvo o portatil que nem back up tem :(

acho que preciso fazer um...

xoxo***

Joana disse...

Eu também salvaria sempre a minha gata e os cães.

Beijinhos

A Minha Essência disse...

Oh! Uma escolha complicada.































Brincadeira! ;) (Risos)

Lost Soul disse...

há escolhas fáceis de fazer...


beijo


bfs

Orquídea Selvagem disse...

Olá Pusinko, ainda não te vim cá dar os parabéns pela nova "casa" mas fica já aqui feito o reparo!
Está linda! :)

Quanto a esta tua vivência, podes crer que é algo que me assusta imenso e posso mesmo dizer que se me ponho a pensar a sério no assunto até me tira o sono. É que moro num 3º andar e a ideia de um incêndio deixa-me sem fôlego.

Quantas vezes dou comigo a pensar... "se uma situação crítica destas acontecesse comigo... e eu pudesse ter ainda tempo de tentar salvar alguma coisa... a que deitaria mão??"

É claro que quando o meu filho era bebé de colo a questão nem se colocava! (lol)


Beijinhos e desejos de que nunca tenhas verdadeiramente de escolher!

BFS

Pink Poison disse...

Nem pensava duas vezes que se dane o portátil, os meus gatinhos é não ficavam nas chamas...
Ainda bem que tudo est+a bem amiga!
beijo

Paula NoGuerra disse...

Que tudo tenha terminado em bem pois isso é que importa!