terça-feira, 28 de junho de 2011

Expliquem-me o sentido

de atirar umas garrafas de cerveja pra cima da linha to eléctrico segundos antes deste passar e fugirem como parvinhos enquanto Belzebu esfrega um olho e o dito eléctrico trucida as garrafas numa chiadeira sem tamanho.

A sério, qual é o sentido?
Alguém me explica???

15 comentários:

André disse...

Não faço a menor ideia, mas acho isso extremamente retardado.

Menino dos olhos azuis disse...

tem todo o sentido! essas pessoas estao a berrar a plenos pulmoes : Eu nao mereco o ar que respiro

Margarida disse...

Não tem sentido... Tem é um nome... Parvoíce...

Pusinko disse...

André: eu também, totalmente :/

Menino dos olhos azuis: arregalei os olhos ao começar a ler o teu comentário! Depois fez todo o sentido.

Margarida: Parvoice é o que eu faço neste blog em grande escala. O que eles fazem é mais perigoso...


Beijokas a tutti

Joana disse...

Eu penso como a Margarida.

Beijinhos

Senhor Geninho disse...

Não stressem com as crianças!! Isso faz-me lembrar quando era puto e tocava às campaínhas para depois fugir a sete pés! Qual é o sentido? Nenhum, mas dava-me uma pica do caraças! Coisas de putos... Desde que não se estrague propriedade alheia, claro! :P

who's yo' mama?! disse...

Se calhar quem vai ser trucidada, vou ser eu, mas eu acho que há idades em que esse tipo de coisas por não fazer sentido é que são fixes! Não digo que seja correcto -que não é!-, mas eu também já fui jovem inconsequente, também já fiz das minhas, e espero nunca me esquecer disso, para não me tornar numa velha ranhosa que fala mal dos "jovens de hoje em dia".

Pusinko disse...

Joana: Como disse à Margarida... é um bocadinho perigoso e, para mim passa o limite da parvoice.

Senhor Geninho: Quando era puto, era puto, nao teria 18-20 anos. E,se tivesse, entre tocar à campaínha ou obrigar o eléctrico a abrandar e travar pela chinfrineira vinda do nada com estilhacos a voabem mais inocente.
Eu nao stresso com as criancas. Eu dava-lhes era uma tareia naqueles rabos para se comportarem mais de acordo com a idade deles.


Beijokas a ambos

Senhor Geninho disse...

Epá! Ok, pensei que estivesses a falar de crianças mais pequenas! Assim sendo, só posso dizer que esses delinquentes mereciam um par de algemas e uma bastonadas no lombo! :P

Isis disse...

É mesmo estupidez das pessoas. São "setupidas" e parvas e idiotas e tudo e tudo

Pusinko disse...

who's yo' mama?!: Claro que todos fazemos parvoices, mas eu nao acho graca que os palermas fujam enquanto pessoas que passam levam com vidro estilhacado em grande velocidade. Tudo bem que ninguém se magoou... mas podia. Farto-me de ver palermices entre canalha e até acho graca a muitas delas... exactamente porque também fiz as minhas. Só que há limites. Que se magoem entre eles se querem mais aventura.

Senhor Geninho: Lá está, bastonadas no lombo parece-me muito apropriado :)


Beijokas aos 2

who's yo' mama?! disse...

OK, primeiro, há que ter em conta a idade. Se uma coisa é "aceite" aos 15, pode já não o ser (neste caso, p.e.), aos 20!

Segundo, não é menos verdade que há limites. E passam pela perigosidade da coisa.

Sinto muito por ter sido intempestiva.

Pusinko disse...

Isis: Sao, "setupidas" xD é isso! Aahah

who's yo' mama?!: repara que nao foste intempestiva (se calhar querias ser e agora estou a estragar-te o arranjinho :p
A verdade é que, com a idade se tende a ser menos condescendente com a parvoeira dos outros porque se esquecem que já tiveram fases assim ou piores. Eu continuo parva em vários dias da semana, daí fazer pupu de alto para muita palermice, especialemnte quando se está no meio dos amigos.
Mas lá está, medir os limites. E o que eles fizeram foi estúpido a meu ver porque podia magoar inocentes enuqanto eles deram às de Vila Diogo (= basaram).

Beijokas a voceses :)

who's yo' mama?! disse...

Não digo que o tenha sido pela opinião. Tenho-a por bem fundamentada e não a vou mudar.

Fui, isso sim, por não ter atentado bem na parvoíce do acto descrito.

Lost Soul disse...

Neurónios queimados...de certeza!!!


beijo