sexta-feira, 4 de março de 2011

Há quem...

Há quem queira repetir um prato, e quem queira poder comer.
Há quem deseje uma vida mais sossegada, e quem queira apenas (sobre)viver.
Há quem queira pais mais mente aberta, e quem não tenha pais.
Há quem prefira olhos de outra cor, e quem queria poder ver.
Há quem mande calar a criança que brinca, e quem queira ouvir, apenas.
Há quem tenha o coração partido (outra vez), e quem nunca tenha amado.
Há quem queira mudar de carro, e quem gostaria poder andar.
Há quem colecione sapatos, e quem não tenha pés.   
Há quem ambicione o topo da carreira, e quem não tenha trabalho.

Tudo é relativo. Às vezes queixamo-nos de tanta parvoice que devíamos ter vergonha.

2 comentários:

Nervos em frangalhos disse...

caramba... fez-me bem ler isto!

Pusinko disse...

Olá Nervosa :)
Benvinda
Ainda bem, se serviu pra alguma coisa este post. É a relatividade das coisas.