sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Retiro tudo, menos o que disse.

Estou em retiro para digerir as mudanças que o novo ano arrastou, ou que se arrastaram até ao novo ano... e as que ficaram mesmo à rasquinha da viragem para 2011.
Com o fim do ano começou 1 nova etapa de construção partilhada para a pessoa mais importante da minha vida. Com o início do ano também eu entrei numa nova etapa, em que outra pessoa muito importante na minha vida definiu novas direcções para si próprio, sendo que me envolvem directamente. Um novo rumo, um novo presente e, claro, um novo ano.
Gosto de anos novos. Quer isto de dizer que o princípio de Janeiro me faz feliz mesmo que a neve seja de 30cm. :D Gosto de planear. E gosto de cumprir.
E às vezes custa tanto cumprir o que prometemos a nós próprios e mais ninguém! Deve ser por não termos desculpas esfarrapadas...

Uma coisa é certa e auspiciosa: 2011 vestiu-se de vermelho para complementar as unhas, argolas e lábios que já tinham aderido. Se é a cor da estação? Nao faço a mínima. Sei que é a cor da minha estação. Em todas as estações. E andava como que oculta por outras cores menos minhas.

Sem comentários: