quinta-feira, 24 de julho de 2014

Conselho



Aquando da próxima saída de colegas de trabalho a um karaoke, certifique-se que nenhuma das mulheres presentes era soprano antes de estudar aquilo que a leva a trabalhar consigo. 





Era.







7 comentários:

Jedi Master Atomic disse...

O quê??? Eu pensei que TU eras a soprano :P

Pusinko disse...

Jedi,
Eu já sabia que ela era soprano, embora nunca tivesse tido o prazer de ouvir mas, alguns dos presentes nao tinham a menor ideia e acabou por ser engracado. Especialemnte para os que vinham com a ideia de dominar o palco......... :)

Miguel Bordalo disse...

Quando é assim pões a senhora a cantar RAP. E dizes - vê lá como é que te safas com esta... Se ela se tornar o Tupac Shakur à frente dos teus olhos, aí sabes que tens um desafio inultrapassável. E quem é que vai a karaokes? Isso ainda existe fora do Japão?

Pusinko disse...

Miguel,
Olá!
Bem, eu tenho a voz e talento de uma cana rachada, portanto, seja soprano ou rapper, o resultado é o mesmo. Ainda assim, conhecendo a senhora em questao, nao se me afigura pessoa do RAP. Mas canta músicas de animés famosos em japones e coreano, o que é muito engracado :)
Karaokes ainda existem e alguns ficam à pinha ao fim de semana. Este estava quase vazio por causa da noite muito muito quente que se sentiu por cá. Vai daí, até eu me aventurei a fazer parvoices ao microfone, como coro e "dancarinete" dos colegas em palco. Foi 1 forrobodó é o que te digo.

PS: Este é o país onde há 6 anos se ouvia a Lambada na rádio. Tudo é possível na Alemanha. Inclusivé karaokes.

Nada disse...

Há sempre aquele talento desconhecido...o meu é fazer o simbolo do star trek com os dedos dos pés...funciona às maravilhas para quebrar o gelo em entrevistas

redonda disse...

Que injustiça!

Pusinko disse...

Nada,
Já dizia o RAP, "todos somos O melhor do mundo em alguma coisa" tu achaste o teu talento e, cumpre-me dizer que é fantástico! Star TRek com os dedos dos pés? Muito bom :D


Redonda,
Injusto, injusto não é bem porque só lá vai fazer palhaçada quem quer. No nosso caso o plano era mesmo aparvalhar mas não era preciso sermos arrasados por um vozeirão :)