segunda-feira, 10 de junho de 2013

re-re-post ao Dia 10

O dia de Portugal não poderia ser de mais ninguém senão dele. Fica a (repetição) homenagem àquele que nos sonhou maiores e melhores.

Feliz Dia do Zarolho!!! 
(Poema de títulos, direitos de autor do conteúdo são do sr. Zarolho e o remix by Pusinko_2011)

Amor é fogo que arde sem se ver
O fogo que na branda cera ardia
Transforma-se o amador na cousa amada
Se tanta pena tenho merecida

Tanto de meu estado me acho incerto  
Julga-me a gente toda por perdido
Posto me tem Fortuna em tal estado
Coitado! que em um tempo choro e rio

Busque Amor novas artes, novo engenho
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades
Amor que o gesto humano na alma escreve
Que me queríeis, perpétuas saudades?

Se as penas com que Amor tão mal me trata
Quem pode ser livre, gentil Senhora
Tomou-me vossa vista soberana
O tempo acaba o ano, o mês e a hora

Alma minha gentil que te partiste
Erros meus, má fortuna, amor ardente
Enquanto quis Fortuna que tivesse
Eu cantarei de amor tão docemente


Sempre a Razão vencida foi de Amor

O resto desta brincadeira está guardada, porque usei todos os títulos de sonetos conhecidos de Camões. Foi um jogo de palavras que me tirou 1h de trabalho, pois que cá não é feriado...
(Se ele gostasse de morenas, eu tinha casado com ele)
 
 
 

5 comentários:

Jedi Master Atomic disse...

Olha olha, temos poeta :P

AFRODITE disse...


Este dia celebra e homenageia todos os portugueses que também ele, mesmo fora do seu país natal, engrandecem a nossa Nação.
Este dia não é só do Zarolho... é também muito teu!

Um beijinho com saudades
(^^)

AFRODITE disse...


Enviaram-me este link... e lembrei-me de ti!

:))

http://www.youtube.com/watch?v=BwbvEafgtxQ

Joana disse...

Muito giro! :)

beijinhos

Pusinko disse...

Jedi,
Temos muitas coisas, por vezes versos também.

Afrodite
<3
Obrigada! Também é um dia meu sim. Nosso, muito nosso. E adorei o vídeo. Gosto muito dos GP, como é sabido. E este é um clássico.

Joana,
Obrigada Fada


Beijo