quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Desafio - pergunta 6




6 - Achas que é possível alguém apaixonar-se na Internet? 

Acho que é possível um personagem apaixonar-se por outro.
Acredito na amizade digital. Pode alegar-se que continuam personagens, mas é mais fácil partilhar quando não há corações e folhinhos envolvidos. Os sentimentos segregados são mais desprendidos, há menor conflito de interesses. Assuntos do coração precisam de mais do que 1 monitor (ou 2 vá).










13 comentários:

teardrop disse...

Eu conheci o meu namorado na net, tornámo-nos amigos virtuais. No entanto, só quando nos conhecemos pessoalmente é que nos apaixonámos :) E já lá vão quase 12 anos desde a nossa primeira conversa no velhinho mIRC!

Dreamcatcher disse...

apenas te digo que a imaginação é capaz de ser mais utilizada...lá isso é....e sim há amizades virtuais mais fortes do que amizades de carne e osso!


beijo

Jedi Master Atomic disse...

Eu acredito que é possivel, não apaixonar, mas "ficar interessado em". Pois já me aconteceu.

Joana disse...

Há quem se apaixone. Mas não é a mesma coisa.

Beijinhos

A Minha Essência disse...

Na minha perspectiva, só se for um amor platónico. Outro amor nestas circunstâncias acho um pouco surreal, confesso. :S

D.Pereira disse...

Concordo, no máximo se acontecer, é porque nos apaixonamos pelo ideal que temos dessa pessoa...

Pusinko disse...

TEardrop,
Tu conheceste o quase marido no tempo do mIRC? E mais, através do dito? :D
Ainda assim, a chama do amor só pegou ao vivo e a cores... lá está. E arde há 12 anos. Parabéns!


Dreamcatcher,
Concordo que a imaginação terá lugar central e isso é maravilhoso, mas amor à Camões, não há no ecrã entre pessoas reais. Só na realidade.
Já amizade, é como dizes :)


Jedi,
Isso é perfeitamente plausível. Acho que aconteceu a todos um cúpido virtual que atira setas com tesão, imaginação e devaneios em vez das clássicas directas ao coração. De "interessado em" a "apaixonado" vai um salto, de facto.


Joana,
Se calhar é mais encantamento, ou como disse o Jedi "interessado em" é mais provável. :) É preciso experiência real, contacto, sensações físicas que não se teletransportam.


Essência,
É memso platónico e entre personagens mais ou menos próximas da sua realidade. É tecnicamente impossível, para mim, imaginar um amor intenso, vivido de abraços digitais.


D.Pereira,
É isso, o ideal que temos, é tudo expectativa e idealizações. O real tem um impacto diferente e é a forma de se medir as sensações que alguém nos transmite por palvavras digitais. até as cartas têm outro poder. A escrita à mão, o empenho, o envelope... muito mais empenho do que o monitor. Perde-se em emoticons, mas até esses por vezes enchem ahaha




Beijokas a tutti


Aflito disse...

Eu encontrei a minha noiva russa num catálogo na internet! :|

Isa disse...

sou apaixonada por metade dos gajos que sigo no twitter e outros tantos que escrevem em blogs. apaixono-me mt facilmente plas letras dos outros. a mim conquistam-me pela cabeça, normalmente pelo sentido de humor, é o diabo...

E por acaso acho que é ao contrário, no virtual tu expões-te mais, nao tens a pessoa ali à tua frente a julgar-te com expressões faciais. por outro lado, escolhes melhor as palavras.

Por outro lado ainda, o contacto físico, a pele, sem necessariamente teres de tocar no outro, é fator tb super importante e às vezes surpreendente. nao sei se fazes ideia do efeito e do poder que tem um bom negão e o seu corpo perfeito, sem anabolizantes nem conservantes, puro tecido... quase me tira o ar, juro... mas aí é puro desejo.

enfim, nada é assim tão simples, mas acho que racionalizar é a última opção... :)
Bjo

Poppy disse...

Concordo contigo... A amizade é possível, não acredito que duas pessoas se possam apaixonar antes de se conhecerem pessoalmente, isto não implica que conhecer pessoas online seja inválido, é um modo tão válido como conhecer num café :) Acho é que tal como a teardrop disse só no momento em que se conhecem pessoalmente se apaixonam.

Dreamcatcher disse...

amor à Camões ahahhahahah, só tu para me fazeres rir a esta hora!


Pusinko disse...

Aflito,
espero que venha com trajes tradicionais e traga mais 3 ou 4 noivas de bónus, como uma boa Matrioshka.


Isa,
Se calhar divergimos no conceito de apaixonar. Eu não creio que um amor se forje sem contacto. Encantamento, sedução, enlevo, tesão, amizade, carinho, gratidão ou sentir-se compreendido de maneira mágica é possível entre monitores. Mas amor, a meu ver só existe ao concretizar com tudo o que referiste: as expressões da cara, os olhares, os pequenos toques (e os grandes também), a pele, o cheiro da outra pessoa tem é crucial para mim. (Também gosto muito de apreciar corpos esculpidos a cinzel, muito)
Este tema dá pano para muitas mangas, mas tenho evitado escrever dissertações nos posts, acho muito mais interessante discutir aqui com outros leitores :)


Poppy,
É um método para conehcer gente nova, interagir, divertir e criar laços. Mas esses laços só fortalecem com o mundo real, interagindo entre si e com o mundo que os rodeia.


Dreamcatcher,
Sabes qual é, certo? aquele que arde sem se ver e em que estás preso por vontade, um doidói que não se sente mas está lá alguém com o dedo a espichar. :D



Beijokas a tutti

Paula Nogueira Guerra disse...

Na internet podemos conhecer muitas pessoas e isso acho LINDO! Agora apaixonarmo-nos???? é realmente relativo... acredito que possa acontecer sim mas como no casa da S*, depois de se encontrarem na realidade é que vem o verdadeiro amor... na net há a possibilidade de grandes enganos e desilusões.

Mas viva o amor!

Beijo com abraços xxxx