domingo, 24 de fevereiro de 2013

Desafio - pergunta 24



24 - Qual é a tua opinião sobre pessoas que se suicidam com o coração partido?

Acho que morrer por amor é muito bonito nos livros do período romântico, tema de poesias muito belas e cheias de sentimentos sombrios rematados com um grand final. 
De certo modo é atirar a culpa de um amor não correspondido a quem não pode corresponder. Um travo a vingança, talvez. 
Quando a nossa razão de viver é unica e exclusivamente outra pessoa, algo muito grave se passa. Da depressão à loucura, há imensos motivos que impelem alguém a actos desse calibre. O amor não correspondido não deve ser um deles.


          e se l'amassi indarno,                   E se o meu amor fosse em vão    
andrei sul Ponte Vecchio,                  eu iria até Ponte Vecchio,
ma per buttarmi in Arno                 e atirar-me-ia ao rio Arno

Mi struggo e mi tormento!                 Eu choro e sofro tormentas! 
    O Dio, vorrei morir!                       Ó Deus prefiro/quero morrer


in "O mio Babbino caro"  de Puccini



7 comentários:

Joana disse...

Eu acho que nada justifica o suicidio.

beijinhos

Black Sun disse...

suicídio...talvez o maior acto de coragem...uma coragem sem justificação para os vivos!


beijo

Pusinko disse...

Joana,
Pessoalmente, o suicídio é o último reduto aos olhos de quem não vê mais nada no caminho, ou vê o fim do caminho. E isso é triste.
BEijinhos Fada :)



Black Sun,
Acto de coragem ou desespero.
E, enquanto viva, não lhe vejo justificação..
Beijo

Jedi Master Atomic disse...

Desculpa lá Black Sun, mas suicidio não é coragem, é outra coisa bem diferente. É o que as pessoas fazem quando fogem dos problemas e chama-se cobardia.

C.Spot disse...

Eu acho que quando uma pessoa se suicida por amor nunca é "apenas" por ter o coração partido, mas sim por um conjunto de circunstâncias que a levam a um desespero tal que não vê futuro, como a falta de apoio da família e dos amigos e, principalmente, a falta de suporte emocional da própria pessoa. Há pessoas que nunca aprenderam a lidar com o fracasso e com a desilusão, ou então já fracassaram tantas vezes que atingiram um ponto de não-retorno. Não sei se será um derradeiro acto de coragem ou a suprema cobardia...

Paula Nogueira Guerra disse...

Realmente a depressão pode levar a grandes loucuras mas, é como dizes, se a razão de viver depende unicamente de outra pessoa algo está muito errado... Mas da vida e sentimentos de outra pessoa não falo; Cada um sabe de si.

Beijo doce xxxx

D.Pereira disse...

quando uma pessoa chega a este ponto, acredito que só pode ser obsessão e não amor...