quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Don Giovanni, Última Ceia e gajas nuas


Foi isto.
D. Giovanni interpretada de maneira pouco convencional.
Duvido que no tempo do Mozart alguma apresentação desta ópera incluísse D. Giovanni a partir o pão e o vinho a 12 convivas...
A coreografia foi soberba! Algo futurista/alternativa para o que eu tinha em mente mas, verdade seja dita, ninguém ficou indiferente ao arrojo.


Ahhh e gajas nuas?
Lá está... não se fica indiferente a uma mulher alta e esguia que surge de tanga numa ponta do palco e atravessa lentamente até ao outro lado. Duas vezes. Nem a várias outras em trajes reduzidos e apelativos à imaginação dos cavalheiros presentes. (Para gáudio das damas, havia 2 dúzias de bailarinos fantásticos :)



PS: Este blog não publica fotos de mulheres desnudas (nem homens), mas os curiosos podem carregar aqui e ter uma ideia do "futurismo"

PS: Este foi o ponto alto de uma semana muito cinzenta. E não é culpa do Pedro (nem do santo nem do Passos). A semana ainda não acabou, mas as nuvens só devem dissipar lá para 3a feira..







7 comentários:

Joana disse...

A vida também é feita destas coisas ;)

Beijinhos

POC disse...

Haja alguém que me compreende. Seria incapaz de sequer falar de mulheres nuas no tasco.

Pusinko disse...

Joana,
Tem, mas que foi um tantinho a mais de mamas, foi. Embora, como diria o RAP, eram soberbos seios.... Beijo


POC,
Sabes que és o meu exemplo no que toca a servico público!
Por isso ficou o link para quem quiser confirmar o cenário de chavascal com elementos sado-maso e detalhes modernos regados a musicol do século XVIII.

POC disse...

Sinto alguma emoção ao ler este comentário sobre ser um exemplo de Serviço Público.

Pusinko disse...

Tal como já referi, o Simão Escuta faz mais serviço público que a RTP, e é pena andarmos a pagar à entidade errada. Mas, são as cruzes de bom samaritano. Não desistas da luta.

POC disse...

Tenho de utilizar essa frase...

Pusinko disse...

POC,
Está à vontade.