quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Jane Eyre



Série BBC, 1983.
De rajada em poucos dias. Viciante.


A história é linda e traz um ar fresco de emancipação feminina numa altura em que o casamento era o caminho normal e único aceite pela sociedade no que toca à mulher.
O Mr. Rochester desta versão é muito convincente, talvez demasiado garboso para a personagem que interpreta (afinal, o Dalton foi James Bond e o original não devia nada à beleza). Ah é isso! Tem o Dalton. Como ele fala muito (co-protagonista) e eu gosto de o ouvir , fiquei a ver outro episódio, e outro... mais outro... e acabei. :) 



8 comentários:

Julie D´aiglemont disse...

SE não me engano, no filme mais recente quem interpreta a personagem é o Michael Fassebender... (suspiro)

Pusinko disse...

Julie,
Estás certa, há um filme de 2011 e é com o Fassbender, outro com demasiada pinta para o papel já agora. O que me prendeu à série foi o Dalton (aquela voz..........), caso contrário, era pessoa para ter repartido a série em mais dias do que 2.

DN disse...

querids pukas, eu não acredito, que coincidência!
estes é tão só o meu livro preferido de sempre. tb gosto muito da série de 1996 com a charlotte gainsburg :)
não sabia que havia um filme de 2011, tenho de ir cuscar.
e com o michaael fassbender... humm. isso dá outro atrativo à coisa. quando é que esta malta percebe que o mr rochester era FEIO? ahahaha

Pusinko disse...

DN riqueza, eu tenho um fraquinho pela voz do Dalton... Uhhh só de pensar ^^ Mas conheco as séries todas.
Uma cena que adorei e tive de interromper uns tempos foi o audiobook da Jane Eyre lida em british como convem antes de dormir :-) Um mimo. Há filme com o Fassbender e, nesse sentido recomendo que vejas no youtube a cena em que ele agradece ela tê-lo salvado do incêndio. Escuta o timbre dele nessa cena...
Fora isso, por motivos comerciais acho que aribuem um Rochester mais sexy que no livro :-)

DN disse...

ando por aqui a passear e dei com este post :)
curiosamente, acabei de descobrir e ver esta versão de 1997, que não conhecia:
http://www.youtube.com/watch?v=eYZOli-St6g
(aparecem os links todos, 10 ao todo)

dizes esta cena?http://www.youtube.com/watch?v=khWrYIWqYpo

embora nunca o rochester como o descreve a charlotte poderia jamais ter algo a ver com o fassbender... mas nesta versão temos a judi dench, iéi!
e agora reparo que quase todos os anos há um filme da jane eyre a sair :) exagero, eu sei, mas quase parece.

Pusinko disse...

DN,
Conheço essa versão sim, mas não a há concorrência à voz do Dalton...não há... não há, pelo menos para mim neste personagem... e todo aquele exagero teatral, de palco, é tão bom.
O Fassbender tem um momento no filme que arrepia... ou sou eu que tenho este fetiche por vozes e depois fico assim.
.
.
.
.
.Pronto, estou composta de novo.
Quanto à frequência com que Jane Eyre tem nova versão, seja em série da BBC, seja em filme, é um caso raro de popularidade. Já acalmavam uns tempos para a gente lhe ter saudades. Digo eu :)

DN disse...

ahah gostei dessa intermitência :) a voz dele tem ali qualquer coisa, tem. de arranhado, de profundamente sensual.

Pusinko disse...

DN,
Foi uma intermitência necessária, que uma senhora não se apresenta nestes preparos para teclar com os respeitáveis leitores deste tasco. Pshh náaa, suspiros e deleites por cousas destas, só com o próprio Fassbender aqui ao pé para tirar teimas. Muito me apraz saber que esse "arranhanço" de voz não é imaginação minha :)