terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Nas que a gente se mete por querer



Pequeno-ser-de-sapatos-pontiagudos-chamado-Joel-que-o-médico-diz-não-existe-ou-lá-o-que-é = J
Pusinko = P


J - Ah e tal, Pusinko... ouvi um rumor a teu respeito.
P - A sério? Que é qual?
J - Hmmm... não quero contar. Não sou bufo.
P - Ohhh... menos mariquices.
J - .... Bem... diz-se que andas a meter-te com o desenho... são boatos.
P - Bem, neste caso é verdade...
J - O QUÊ? ..Upss O quê? Tu e o Desenho? Juntos? não vão dar certo.
P - É mais pintura. E algo de desenho, também.
J - Wow! 2 de uma vez?
P - Estão ligados...
J - Diz-se que és tão boa a desenhar como o Capitão Gancho. Achas que vale a pena te meteres nessas coisas e causar um esgotamento a um qualquer artista que se disponha a dar-te aulas? Pensa bem.
P - A vida não é justa e estamos em crise. Eu vou pagar algumas aulas e investir.
J - E na recuperação de quem te aturar?
P - Investe o Estado. Este onde moro.
J - Isso é bem observado. Reforma antecipada, só pode.
P - Capaz que sim.

E pronto, vou desenhar coisas!
ANTES
AULA 1
(Prevejo um futuro alternativo à minha profissão a passar pela arte...)

7 comentários:

A Minha Essência disse...

O começo de conversa é batata, sempre! Depois, o abstracto, também é uma alternativa. ;)

who's yo' mama?! disse...

xD

Pink Poison disse...

Tenta outra corrente estilística!

AC disse...

Quem sabe não tens futuro nas artes, e te tornas uma artista consagrada...nunca se sabe, já vi começarem com menos talento:)

beijinho* Pukas

Blair Randall disse...

hahahahaha, tens futuro!

xoxo***

Pseudo disse...

Nem mesmo eu faria melhor!

Joana disse...

Continua que chegas lá! ;)

Beijinhos