segunda-feira, 20 de junho de 2011

Artes... marciais

Karate: I likes it xD
(Sim, qualquer dia habituo-me a falar assim e depois quero ver..., já sei, rebéubéubéu, pardais ao ninho)

(Não copiar imagem sem aviso prévio)

É uma forma de estar. Uma filosofia de vida. Um modo de ser, uma busca interior.
Foi lá que comecei a meditar, a exigir mais de mim, a criar objectivos mais altos e todos os dias trabalhar para eles. Não que não o fizesse antes. Fui educada a correr atrás das coisas que queria e a entender que elas não caem do céu, até porque os meus pais nunca aderiram a birras. Mas foi o treino (e isto é válido para qualquer desporto levado a sério) que me limou, tirou da zona de conforto e me impôs mais disciplina.
Armei-me em fangia, levei por cima. Achei que já fazia bem, e fui ao chão ainda mais depressa. Aprendi a não queixar sem razão. Deixei de medir a aprendizagem pelo número de vitórias ou treinar em função delas (esta foi, aliás, uma lição aprendida no Judo, uns anos antes).
Modelei o corpo em cada fio de suor. Bati (alguns) recordes pessoais, os únicos que realmente contam e aprendi a valorizar esses e não os outros. Que os há, que os tive.
Queria chorar quando interrompi por sair de Portugal.
Chorei quando a meretriz da hérnia surgiu, já noutro país e quando já treinava de novo.
Insisti. Não era indicado. O Karate, como qualquer outra arte marcial, também está no equilíbrio e na frieza de decisão. Que não tive nestes anos, lutando contra uma realidade, piorando o meu estado.
Decidi pelo melhor. Tratar a dita com terapia adequada, que o pára arranca de períodos intensos de diferentes desportos alternados com outros a comprimidos e fisioterapia não levam ninguém a bom porto. Ser cabeça dura pode sair muito caro. A mim está a sair.
Um dia voltarei. Um dia.
Até lá vou fazer o melhor que sei e tentar um bocadinho mais.
Afinal é disso que se trata. Ir em frente.

19 comentários:

Ana FVP disse...

Força de vontade tem mesmo muita força...

Menino dos olhos azuis disse...

qq pessoa pode pegar na imagem e levar. que tem ela de especial? mano?

Pusinko disse...

Ana FVP: Tem. Custa mas quando vem não volta atrás. E veio. a bem da saúde.

Menino de olhos azuis: Uma vez na net qualquer pessoa a pode levar, eu sei e não me faz muita espiga.
Mas esta foto é minha, daí preferir que me avisem que a levam. Além de todo o valor emocional, foi tirada num momento particularmente decisivo na minha vida. :)

Pusinko disse...

E está aqui por ser outro momento decisivo da minha vida, outra vez.

Lost Soul disse...

Sigaaaaaaaaaaaaaaa em frente...esse é o destino!


beijo

MD disse...

Por acaso foi um dos desportos que sempre quis fazer :)

Uma herniação pode tornar-se uma coisa muito chata, mas gostei da força e determinação! Às vezes, também gostava de ser assim.

Joana disse...

Por certo que nesse seguir em frente, vais encontrar um desporto que apropriado a esta situação. ;)

Beijinhos

Pusinko disse...

Lost Soul: E assim será! Atrás do caminho certo que é prá frente :D obrigada.

MD: Eu pratiquei uns quantos e, o ballet e isto foram os mais importantes para mim. Daí me ser tão dificil admitir que tenho de parar, pelo menos por uns bons tempos.

Joana: Espero bem que outro desporto me cative assim. Mas quereria mesmo era voltar..


Beijokas a tutti

Senhor Geninho disse...

Eu sempre pratiquei desporto e sei bem o que são lesões complicadas de debelar, as dores, a angústia, a incerteza do tempo de recuperação, a insegurança e o receio que se instalam quando voltamos a competir. O que importa é a força de vontade para ultrapassarmos tudo isso. É essa força que nos define, que nos modela, que faz de nós o que somos. Lutadores ou coitadinhos. Não conseguiria viver sem desporto.

Pusinko disse...

Senhor Geninho: custa abrir mão do que gostamos de fazer e que tem uma função muito forte na nossa vida.
E sim, o medo de não poder voltar consomem-me, a par de outros assuntos diários no trabalho e afins.
Mas neste momentp é a recuperação que mais importa e mais conta. Portanto nem vou dar margem a recuos. Então toca a ser lutador :)

Beijinhos

Bárbara Silva disse...

- há tempo para tudo :D

Pusinko disse...

Bárbara Silva: claro que sim. Paciência é que não... pelo menos eu tenho dificuldade em gerir a minha.

pink poison disse...

É isso mesmo, uma perna à frente da outra e andar para a frente.
beijos

Pusinko disse...

pink: lá tem de ser. E será! xD

Manuel disse...

Karate não, Judo sim. :D.

Não vou roubar a foto, só vim avisar. Sou muito honesto.

Experimenta mas é o Krav Maga. Podes adaptar às tuas capacidades e às dificuldades físicas.

Pusinko disse...

Manuel: Já tinha reparado que gostas mais do judo :)
O Krav Maga é uma excelente opção, mas de momento eu não posso mesmo, de todo, dar-me a esses luxos. Tenho de fazer fisioterapia e ser controlada até fortalecer os músculos das costas. Só depois posso voltar às coisas que me agradem. Passei um mau bocado recentemente com as costas e não vou colocar em risco até repetir os exames. Por muito que me custe. Mas obrigada pela sugestão. Considero mesmo experimentar algo novo depois desta fase.

Ahah da foto, como já disse acima, uma vez na net não se tem controlo, mas peço que me digam porque é minha e de estimação.
Foi tirada num momento (muito) importante e, portanto, está aqui para me lembrar que vou ser capaz outra vez :)

JP disse...

Pusinko,
Segui o trajecto contrário... comecei no karaté (shotokai) mas como senti que não me adaptava fui para o judo e adorei. Infelizmente tive que desistir após partir um dedo de uma mão e deslocar a clavícula num treino.
Nunca associei o judo a uma arte de competição mas antes à descontracção (daí recusar subir de cinturão... foram várias as vezes que recusei).
Tudo indica que sejas uma pessoa determinada, como tal.. estou certo que alcançarás o objectivo pretendido.
Bom fim-de-semana. Beijo

Pusinko disse...

JP: O que pratiquei mais tempo foi o Shotokai :D Aqui só shotokan. E prefiro o 1o.
O Judo foi num momento muito importante para mim e tenho excelentes memórias. Só deixei porque treinador mudou e não era a mesma coisa. Vocações...
A decisão foi tomada e está a ir bem direitinho... a ver vamos!

Bom fim de semana!
Beijo

JP disse...

Ai foi Shotokai?
Bom gosto. :-)
O Shotokan é demasiadamente violento para o meu gosto.