segunda-feira, 11 de abril de 2011

Frase do momento #18

Persistir na raiva é como apanhar um pedaço de carvão quente com a intenção de o atirar em alguém. É sempre quem levanta a pedra que se queima.
(Buda)

Hoje não peguei num bocado de carvão para atirar a alguém e não queimei as mãos.
Apesar de tudo, ainda tenho de lutar para não pegar noutra coisa qualquer que não queime.
Vou ali reflectir sobre isso e já volto.

8 comentários:

Julie D´aiglemont disse...

O ideal será pegar no pedaço de carvão com pinças e espetá-lo num determinado sítio da outra pessoa.

José disse...

Pega em tudo o que quiseres, desde que não esteja quente, claro!! A mesma recomendação se tiveres a cozinhar... Ou então pegas num paninho grosso dobrado algumas vezes...O Buda é grande... Ou pelo menos parece, pelo tamanho que as estatuetas têm, ganda barriga obe lá!

António Branco disse...

hehe. pega em rosas...

Miguel Bordalo disse...

Pegas num bocado de merda. Nâo te queimas, não te sentes bem com isso, mas se bem lançado para o outro pode ser bem pior. Acertar-lhe nas fronhas! E o sentimento de vingança saciado.

Pusinko disse...

Julie D'aiglemont: é uma maneira bem menos dolorosa de fazer uso do carvao :) Parece-me bem!

José: podia pegar num Buda... mas o respeitinho por alguém tao pacífico impede-me de usar o barrigudinho :)

António Branco: Rosas é boa ideia, se forem das mais naturais, com muitos espinhos, aliando o aroma delicioso com a beleza e a eficácia ao arranhar alguém que merece :)

Miguel Bordalo: Um sugestao mais nojenta e malcheirosa mas, tendo em conta os resultados é para considerar... Estava com ganas hoje... estou a acalmar entretanto, mas aind com ela fisgada. No dito cujo e no dentista... sao 2 a merecer um arremeco de alguma coisa que magoe muahhahahah

Beijokas a tutti

Pusinko disse...

Lamento estar a escrever hoje com falhas várias, além dos acentos e eventuais cedilhas... :)

Miguel Bordalo disse...

Era para ajudar à metáfora! Na vingança vai haver sempre algo que te vai afectar. Parece-me que queimar a mão é um pouco... permanente. Já cagares a mão é chato, mas pronto, é o outr lado da vingança.

às 27h no meu blog disse...

é sem duvida uma grande frase!