sábado, 16 de abril de 2011

As 1001 noites adiadas

Hoje foi verificação de terrreno.

Um cantinho libanês com almofadas no chão e tectos com lenços gigantes de padrões delicados. Cores quentes. Como convém. Tiramos os sapatos para sentar na área das alcatifas.
Chá preto e narguilha. Tremoços (sem sal, au naturel), cenoura crua e sementes tostadas. Boa companhia com a Jo e os árabes amigos. Conforto. 
Salada de línguas, palavras novas e gargalhadas pelo meio. Na teoria deles, foi a estadia árabe na Península que me faz ter este ar. Libanês, dizem os Libaneses. Turco, dizem os Turcos. E eu concordo com todos. Afinal de contas saio mais ao pai que à mãe. Nessa nota árabe. E no feitio(zinho).
Esta noite não houve música ao vivo. Na próxima teremos direito ao concerto e à bailarina que acompanha as tablas com espasmos e ondulações ritmadas.  Melhor, no fim do show, a plateia é convidada a juntar-se à festa. E eu também dançarei. Com o véu vermelho escuro que tenho comigo :)

4 comentários:

Sonhadora disse...

Mto bemmmmm :D

Pusinko disse...

Sonhadora: é um género de ambiente que me agrada imenso. E com as pessoas certas, ainda mais :)

Beijinhos

joamaro disse...

grande noitada estou a ver...
esses árabes malucos ... :D

Pusinko disse...

joamaro: foi uma noitinha vá... na próxima é a fazer o shake todo xD
Esses árabes mandam-te cumprimentos e muitos Inshallahs.
Enquanto não me trocarem por camelos bem vou levando :D

Saudades tótis de várias